Andando Economicamente

Economizando Combustível

Os Dodges foram projetados em uma época em que se visavam carros confortáveis, bonitos e potentes, infelizmente com a crise do petróleo por questão financeira muitos tiveram que trocar os seus Dodges (ou outros carros V-8) por carros de concepção européia que visavam apenas economia em dentrimento ao desempenho.

Já ví histórias de muitas pessoas que tinham Dodge e que hoje se arrependem de ter vendido o seu V-oitão na época da crise do petróleo, mas muitos destes estão comprando esses carros e os deixando no estado em que eles nunca deveriam ter deixado de estar, impecáveis.

Pelo o que tenho visto muitos proprietários de Dodges tem a faixa etária entre 20 e 30 anos, todos pelo jeito querem deixar o seu Dodge em estado de zero km, muitos chegam a deixar de sair com eles em dias de chuva, mas um problema atinge muitos proprietários de Dodge que não contam com um "pai-trocínio" e que tem uma renda um pouco magrinha, esse problema se chama preço da gasolina, pois com o preço da gasolina nesse nível extratosférico muitos deixam de andar com os seus Dodges para andar em outros carrinhos, saindo com o grandão somente nos fins de semana.

Foi pensando nisso que está sendo disponibilizado nesta página uma forma de tentar amenizar o consumo do Dodge sem que seja necessário regulagens no motor que poderiam prejudicar o seu funcionamento e consequentemente o desempenho do carro.

Marcha Intervalo de velocidade
Primeira 0 - 40 km/h
Segunda 40 - 65 km/h
Terceira 65 - 95 km/h
Quarta 75 - 120 km/h
Maior economia em marcha 90 km/h

Observação: Essas dicas foram sugestão da própria Chrysler do Brasil, na década de 70, em plena crise do petróleo. O quadro consiste na apresentação das marchas e respectivamente a velocidade de maior economia em cada uma delas, lembrando que só se verá resultados se o veículo for conduzido de forma que ele atinja essas velocidades sem que o motorista pise fundo no acelerador.

Fonte: Revista Oficina, n.º21, Jan/Fev 1976


« Voltar